Redes sociais
Siga-nos e fique sabendo

A FORÇA DA AGRICULTURA


Publicado em: 05/12/2017 18:08
A FORÇA DA AGRICULTURA


Com uma extensa área rural, a cidade de Nova Santa Rita é res-ponsável pela produção de uma ampla variedade de alimentos, comuns na mesa dos gaúchos. Arroz orgânico irrigado, leite, horta-liças diversas, melão, piscicultura, criação de suínos, ovelhas e ga-do de corte são alguns dos itens produzidos no município. Somen-te com a produção de hortaliças são cultivados mais de 120 hec-tares, garantindo a colheita de abóboras, berinjelas, brócolis, cou-ves, pimentões, morangas e outras olerícolas. O melão, fruta sím-bolo da cidade, ocupa hoje cerca de 60 hectares de área plantada, com uma produtividade média de 17 toneladas por hectare.
A produção orgânica, cada vez mais presente na mesa dos brasileiros, ganha força através dos 4 assentamentos da reforma agrária localizados na cidade. Juntos, os produtores assentados colherão safra recorde neste ano, estimada em 2.000 toneladas de alimentos orgânicos. A suinocultura também representa importante fon-te de renda para os pequenos agricultores assentados, com produção anual de 12.000 animais. Já a piscicultura e a pesca artesanal envolvem em torno de 80 famílias, responsáveis por uma produção estimada de 15 toneladas anuais de pescado e comercializadas principalmente na Semana Santa. (Fonte: Emater/NSR)

O QUE É AGRICULTURA ORGÂNCIA

A agricultura orgânica é sinônimo de qualidade de vida e bem-estar. Além de não agredir o meio ambiente contribui com a pre-servação da biodiversidade, potencializando uma relação mais próxima entre homem e natureza. Esta prática agrícola preocupa-se com a saúde dos seres humanos, dos animais e das plantas, en-tendendo que seres humanos saudáveis são frutos de solos equili-brados e biologicamente ativos.

ELEMENTOS FUNDAMENTAIS DA AGRICULTURA ORGÂNICA

Respeito à natureza: reconhecimento da dependência de recursos naturais não renováveis;

Diversificação de culturas: leva ao desenvolvimento de inimigos naturais, sendo item chave para a obtenção de sustentabilidade;

Solo é um organismo vivo: o manejo do solo propicia oferta constante de matéria orgânica (adubos verdes, cobertura morta e composto orgânico), resultando em fertilidade do solo;

Independência dos sistemas de produção: ao substituir insumos tecnológicos e agroindustriais.

NOVA SANTA RITA, TERRA DA AGRICULTURA ORGÂNICA

Em Nova Santa Rita temos uma experiência muito rica Antes de se pensar em Agricultura Orgânica como conhecemos hoje, já existiam experiências desenvolvidas por produtores familiares que entendiam que produzir alimentos livres de agrotóxicos era importante para a qualidade de vida; que ao consumir alimentos saudá-veis estavam preservando a vida.

Atualmente, nossa cidade já é referência na área de Produção Orgânica. A cada dia aumenta o número de produtores e consumi-dores de alimentos livres de veneno, unindo geração de renda com desenvolvimento sustentável. São em torno de 100 famílias com Certificação Orgânica e outras 100 em processo de transição.

A produção é diversificada, com colheita de arroz, hortaliças, frutas, peixes, suínos, entre outros. A comercialização é feita em feiras em Porto Alegre e região metropolitana, na merenda escolar no município, além de outras formas de comercialização. A agricultura orgânica gera qualidade de vida para quem produz e principalmente para quem consome.

Legislação Municipal conectada com a política agropecuária

Através da Lei Municipal N° 1268/2015, aprovada em 26 de outubro de 2015 que institui no Município a “Semana da Alimentação e Produção de Alimentos Orgânicos”. E através da Lei N° 1386/17 de 19 de setembro de 2017 cria o Programa Municipal de Agroecologia e Incentivo à Agricultura Orgânica.

Leia também

Gabinete do Prefeito
05/12/2017 18:08
Gabinete do Prefeito
05/12/2017 18:08
Gabinete do Prefeito
05/12/2017 18:08
Gabinete do Prefeito
05/12/2017 18:08